Sabe aquele algo que vai acontecer daqui a um mês, uma semana ou um dia e que está te deixando louco e sem dormir? Tenho um segredo para te contar, esse algo ainda não está acontecendo!

Quem nunca viveu um momento no qual ficou ansioso demais por algo que ainda iria acontecer? Parece ser normal do ser humano olhar para o futuro com uma certa incerteza e é até compreensível tal visão, mas a pergunta que fica é: porque devo ficar aprisionado a ela? Aqui eu deixo um primeiro insight com relação a isso:

Para cada dia basta o seu próprio mal.

Em um outro artigo (A frase que disse a mim mesmo) contei um pouco de como me senti depois de ter me formado. A ansiedade naquele momento era gritante pois olhava para o meu presente com uma certa dúvida de quem eu era e olhava para o futuro e via um alguém que acreditava que nunca poderia ser.

Um pequeno estalo em minha mente: “Tudo isso é apenas um achismo meu, uma visão distorcida de quem eu realmente sou agora e este futuro que vejo faz parte de um conjunto de muitos pensamentos confusos e incertezas sobre o amanhã, apenas uma imaginação.” O segundo insight surgiu nesse momento:

O passado é o presente que um dia existiu, o futuro é o presente que ainda não existe e ambos coexistem apenas em nossas mentes, um para nos ensinar e outro para planejar. No final temos apenas o agora para viver.

Perceber isso gerou em mim uma nova perspectiva com relação ao meu futuro, comecei a olhar para ele com uma certa positividade e vontade de fazê-lo acontecer.

A partir disso algo que comecei fazer foi pensar em minha querida avó com seus 92 anos. Olho para ela como alguém que superou as barreiros do tempo e faço uma comparação da minha idade com a dela, são 70 anos de diferença. Imagino: “São 70 anos que ainda tenho para viver e fazer muitas outras coisas, por que devo ficar ansioso com a vinda desse tempo? Por que não planejá-lo com calma e aproveitar verdadeiramente o agora?”. De fato não somos donos do tempo, não podemos determinar o que pode ou não acontecer ou quando nossas vidas terão um fim. Os imprevistos sempre irão acontecer, o caos em algum momento de nossas vidas será real e é nesse momento que aparece o terceiro insight:

A ansiedade pelo que há de vir, pelos futuros acontecimentos pode ser reduzida a partir do momento que mudamos de mindset e entendemos que a vida não é feita apenas de tranquilidade mas também de caos!

Para finalizar essa reflexão deixo um último insight que não me deixa ficar parado apenas esperando que o tempo mude de uma hora para outra e tudo fique um arco-iris mas me conduz a planejar o futuro.

Até mesmo a tranquilidade exige algum esforço para ser obtida.

Mas Gabriel, por que falar desse tipo de assunto aqui? Por que falar de ansiedade em relação ao que ainda não aconteceu? Por que razão você está sempre falando para viver o agora?

Simplesmente porquê acredito que todas as experiências pelas quais passamos, todas as habilidades que adquirirmos durante o caminhar, seja profissionalmente ou não necessariamente, servem a um propósito pessoal de vida, cada vida com um motivo único de existência, e para conseguir cumprir tal propósito lá na frente é necessário fazer o que deve ser feito, cumprir o que foi planejado e viver no tempo que chamamos agora.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s